Serenata Nocturna_W.A.Mozart

Wednesday, March 20, 2019

CENTENÁRIO DE MIGUEL FRANCO / novos eventos









Este mês, a Música dialoga com a Literatura.
A encerrar a celebração do CENTENÁRIO  DE MIGUEL FRANCO
Luís Mourão, Luís Capinha e Guilherme Valente 
vão falar do homem, 
do escritor, 
do actor 
e da sua relação com a música.

"memórias da casa do meu Pai" 
pequeno texto de Maria João Franco
apresentado por Miguel Cardoso





Cecílio Flor
Quando eu era menino, havia o Cecílio Flor.
Toda a cidade, ruas e casas, gentes e coisas, e as ervas esquecidas das valetas, exalavam perfume, quando lá vinha o Cecílio Flor.
Era grande, era enorme para os meus olhos de menino, e eu ficava-me parado e pasmado quando ele atravessava a Praça dos Arcos, numa nuvem de música, e os lojistas, senhores do balcão, saíam e ficavam parados às portas, porque lá vinha o Cecílio Flor a tocar ocarina.
Tinha um som de prata, de flauta e de búzio, a ocarina do Cecílio Flor, e a Praça dos Arcos ficava cheia daquele som, agudo e redondo, quando ele lá vinha, cego e descalço, numa nuvem de música.
Ele não era realmente Cecílio Flor. Era só Cecílio, mas eu acrescento-lhe a flor, para dar nome àquele som fresco e aveludado.
O rapazio seguia-o e provocava-o, porque ele era cego, e o Cecílio Flor, tão grande e tão forte, chorava num choro rouco e muito fundo, e tão pisado como uma flor amachucada.
No outro dia, lá vinha o Cecílio Flor, e as músicas e os sons longos, finos e graves, soltavam as asas, enquanto ele, cego e descalço, atravessava a Praça dos Arcos a tocar ocarina.
Miguel Franco
(contos inéditos não datados)
in http://miguel-lino.blogspot.com/2007/

Diálogos com a Literatura
29 de Março, 19:00, no Moinho do Papel.
Este mês, a música dialogará com a literatura, destacando um dos maiores dramaturgos do último quartel do século XX - Miguel Franco.






......excerto de  O MOTIM  

(E volta a deixar-se cair, agora no chão, enquanto à sua volta tudo se agita ao ritmo da viola e dos ferrinhos e do tambor. Embriaguez. Frenesim. Sensualidade em desordem. Entra mais gente. Saem alguns. Movimento vivo)
in O Motim, Miguel Franco


              estreia de O MOTIM no Teatro Avenida pela Companhia do Teatro Nacional D. Maria.
foto de cena de ....



ed de autor 1963




ed. Gradiva 2018




Em data a anunciar



projecção de
"filme muito breve"
de Miguel Cardoso
na Cinemateca Nacional / Lisboa

apresentação de
O MOTIM
numa edição Gradiva 2018
na Livraria Linha de Sombra
(Cinemateca Nacional / Lisboa )



Wednesday, December 12, 2018

Miguel Franco / Filmografia



O Tesouro / António Campos
O Senhor /António Campos




O senhor


O Senhor



______________________________________________
___________________________________________







O Crime de Aldeia Velha / Manuel Guimarães








foto de filmagem






Domingo á Tarde / António Macedo






O Cerco / António da Cunha Telles





 foto de cena
 foto de cena
 entrevista
FESTIVAL DE SAN SEBASTIAN




página em construção











Wednesday, November 28, 2018

Lançamento de O MOTIM /reedição 2018/ Gradiva

foto de João Martins

Na Livraria Arquivo 
"Sábado, 
casa cheia 
para receber a reedição de "O Motim", de Miguel Franco, 
pela Gradiva. 
Obra escrita, há mais de cinquenta anos, entre as paredes da Arquivo."



Tuesday, November 27, 2018

Lançamento da reedição de O MOTIM pela Gradiva .

Miguel Franco
foto de João Martins





Meus Amigos,
antes de tudo, agradeço a vossa presença,neste dia que há-de marcar uma nova etapa
na vida de O MOTIM ,obra esquecida.de, há algumas décadas , até hoje,

Editado em 63, e levado a cena em 1965 pela companhia Amélia Rey Colaço
é imediatamento retirado do público pelos poderes de então ,com apenas com 2 representações. 
Reeditado em  anos 80 pela Europa América , edição impulsionada por Guilherme Valente, que na altura integrava os corpos da editora, vem hoje á luz do dia pela mão amiga da Gradiva .


Meus amigos,
Estas paredes têm memórias contidas dos sons das palavras nas reuniões para as quais meu Pai fazia chegar os amigos para lhes dar a conhecer entusiasticamente , decerto, as primeiras páginas do texto que viria a ser considerado pelos críticos e historiadores uma das obras mais importantes da dramaturgia histórica dos anos 60 e 70.

Desses poucos amigos temos hoje aqui o Guilherme Valente, um jovem amigo , meu colega das carteiras do Liceu e amigo de família , que demonstrava já um especial interessa pelas coisas da Cultura.

A este outrora jovem como eu própria também era, devo, devemos , devem o Município e o País,
esta lufada de ar que vem não só revigorar o CENTENÁRIO DE MIGUEL FRANCO, 
mas também chamar a atenção das  consciências para todas as luxúrias e injustiças que através dos tempos ,
hoje e no futuro próximo , se vêm abatendo sobre os povos,dominados por interesses que lhes são estranhos.

Daí ser notável a intemporalidade desta obra, que tem vindo a atravessar transversalmente vários patamares históricos.

Uma vez mais agradeço a todos num amplo abraço a vossa presença amiga.

Muito obrigada!

MJF
24 nov 2018







1963



1965

O MOTIM pela Companhia Amélia Rey Colaço
foto da estreia


O MOTIM pela Companhia Amélia Rey Colaço
foto da estreia






ed Gradiva 2018

Thursday, November 15, 2018

leituras encenadas de LEGENDA DO CIDADÃO MIGUEL LINO








leituras encenadas
de
LEGENDA DO CIDADÃO MIGUEL LINO
de Miguel Franco

direcção de Luís Mourão

inserida na 
COMEMORAÇÃO DO CENTENÁRIO DE MIGUEL FRANCO










17 de novembro pelas 17 horas
e
1 de dezembro pelas 17 horas


CENTRO DE DIÁLOGO INTERCULTURAL DE LEIRIA















Saturday, November 3, 2018

Thursday, October 4, 2018

LEGENDA DO CIDADÃO MIGUEL LINO



Em data e local a informar ,
no âmbito do
CENTENÁRIO DE MIGUEL FRANCO
leitura encenada
sob a encenação de Luís Mourão.